Por que optar pelo uso de tirantes em contenções?

Por que optar pelo uso de tirantes em contenções?
Os tirantes são os elementos utilizados em estruturas de contenção, tendo como principal objetivo, reforço de massa de solo ou rocha.

Podem ter duas utilizações especificas, quais sejam:

  1. Tirante definitivo ou de ancoragem permanente;
  2. Tirante provisório ou de ancoragem provisória.

As principais diferenças entre os dois tipos de tirante está no coeficiente de segurança, na proteção anticorrosiva e nos ensaios de protensão. Essas diferenças estão descritas na norma brasileira de execução de tirantes.

O tirante permante é destinado para contenções superiores a dois anos ou como o nome mesmo sugere, para contenções permanentes de estrutura de solo ou rocha.

desempenho do tirante para protensão

Os tirantes podem ser executados com monobarras  ou com cordoalhas de aço, com características especificas para cada uso, em função do dimensionamento executado por profissional especializado.

As etapas de execução de uma obra com uso de tirantes, seguem resumidamente as seguintes etapas:

  1. Montagem dos tirantes;
  2. Locação e nivelamento da área de perfuração;
  3. Perfuração (solo e/ou rocha);
  4. Execução da bainha (injeção de calda de cimento)
  5. Instalação do tirante;
  6. Injeção das fases do tirante, através do tubo manchetado;
  7. Ensaio de protensão do tirante;
  8. Incorporação do tirante;
  9. Execução da cabeça de proteção do tirante(se for definitivo).

A calda de cimento, no qual deve ser utilizada, necessita de resistência à compressão simples, de 25 Mpa, e normalmente tem o fator água/cimento 0,50 para as injeções de bainha e para execuções de reinjeção são utilizadas entre 0,5 e 0,70.

Os tirantes possuem trecho livre – L L – correspondendo à distância que ocorre entre o ponto inicial de aderência do bulbo de ancoragem e a cabeça do tirante.

A carga de trabalho que possui os tirantes, irá corresponder às cargas que poderão ser aplicadas  ao tirantes, de maneira que a mesma apresenta maior segurança que se faça necessária, contra escoamentos de elementos resistentes às trações, contra deformações por fluência e contra o arrancamento do bulbo.

As cargas de incorporações serão as cargas nas quais serão aplicadas aos tirantes, enquanto ocorre sua incorporação junto à estrutura definidas em projeto pelo projetista. Ensaios de qualificação e ensaios de recebimentos, são realizados nos tirantes, visando a verificação da capacidade de carga que o tirante possui, atendendo os especificado em projeto.

Por que optar pelo uso de tirantes em contenções?

Os ensaios de qualificação, são feitos em 1% do total de números de tirantes de uma obra, havendo a exigência de ao menos serem realizados 2 ensaios por obra.

Será neste ensaio, que a carga máxima deverá corresponder à carga de trabalho, multiplicada pelo fator de segurança que deseja ser adotado, atendendo norma brasileira especifica para este ensaio.

Como funciona a utilização de tirantes em contenções

As cortinas atirantadas, serão escolhidas entre as técnicas existentes, promovendo a sustentação de paredes em escavações de grande profundidade, a contenção de taludes e encostas ou ancoragem de lajes para combater a subpressão da água.

Gostou? Siga-nos no Instagram!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *