Características e Qualidades da Pós-tensão

Características e Qualidades da Pós-tensão

Existem aplicações da pós-tensão e suas vantagens em quase todas os tipos de obras. Na construção de prédios, o pós-tensionamento permite espaços abertos mais longos, lajes mais finas, menos vigas e elementos mais esbeltos. Lajes mais esbeltas significam que menos concreto é necessário.

Por outro lado, significa uma altura total menor do edifício para a mesma altura de laje a laje. (Dr. Bijan O. Aalami, 2006) O pós-tensionamento pode, assim, permitir uma redução significativa no peso do edifício em comparação com um edifício convencional de concreto com o mesmo número de andares. Isso reduz a carga da fundação e pode ser a maior vantagem em áreas sísmicas. Uma altura menor do edifício também pode traduzir-se em economias consideráveis em custos de sistemas mecânicos e fachadas.

Outra vantagem do pós-tensionamento é que as vigas e lajes podem ser contínuas. Um único feixe pode correr continuamente de uma extremidade à outra do edifício. Estruturalmente, isso é muito mais eficiente do que ter uma viga que vai de uma coluna para outra. Estruturas pós-tensionadas melhoraram o desempenho sísmico.

Do ponto de vista econômico, as estruturas de edifícios oferecem três pontos-chave de vantagens.


O primeiro é a redução direta de custos.

O pós-tensionamento oferece redução direta de custos em relação ao concreto armado convencional, principalmente reduzindo as quantidades de material de concreto e vergalhão, bem como a mão-de-obra de instalação de vergalhões.

Existem vários fatores que contribuem para a redução direta de custos:

I. Menos concreto
II. Menos vergalhões
III. Menor custo de mão de obra para a instalação de material
IV. Forma simplificada leva a menor custo de mão de obra
V. A rápida reutilização de forma leva a menos jogos de forma no local de trabalho
VI. Manuseio reduzido de material
VII. Redução na espessura da laje reduz a altura e o custo totais do edifício.

A segunda área de vantagens é a melhoria da eficiência da construção.

Como as lajes pós-tensionadas são projetadas para suportar seu próprio peso elas podem melhorar significativamente a eficiência da construção e proporcionar uma economia adicional indiretamente. Os fatores que contribuem para melhorar a eficiência da construção são:

I. Ciclos de concretagem mais curtos
II. Menos manuseio de material
III. Form de laje mais simples
IV. A remoção mais rápida do escoramento dá maior acesso a lajes mais baixas.

O terceiro é um desempenho estrutural superior.

O pré-esforço em lajes pós-tensionadas aproveita ao máximo as propriedades das cordoalhas, vergalhões e concreto para fornecer um sistema estrutural econômico. Existem vários fatores que contribuem para um desempenho estrutural superior:

I. Uso eficiente de materiais de alta resistência para alcançar longos períodos
II. Controle de fissuramento e flexão – o ciclo de vida é mais longo
III. As lajes sem fissuras são mais impermeáveis
IV. Altura reduzida entre lajes

Características e Qualidades da Pós-tensão

Sistemas de Pós Tensão

A construção protendida pós-tensionada é classificada como aderente e não aderente, dependendo se o sistema é composto de bainhas metálicas preenchidas com uma argamassa de cimento depois de tensionados ou se as cordoalhas são engraxados e plastificadas.

O uso de construção não aderente elimina o tempo e o custo envolvidos na aplicação da nata de cimento, que é um importante fator econômico em aplicações tais como lajes de edifícios de apartamento que normalmente contêm um grande número de monocordoalhas.

No sistema de pós-tensionamento não aderente, as cordoalhas permanecem separados do concreto ao longo de seu comprimento por toda a vida da estrutura. No sistema aderente as cordoalhas são aderidas ao concreto por meio da aplicação de nata de cimento ao longo de todo o seu comprimento e seguem a deformação do concreto.

Os sistemas aderentes pós-tensionados são mais comumente usados em pontes, rodoviárias e ferroviárias, quanto em pontes estaiadas. Em edifícios, os sistemas aderentes normalmente são usados apenas em vigas de carga muito pesada, como vigas de transferência onde o grande número de cordoalhas é necessário, o que os torna mais econômicos.

Se você gostou dessa matéria com as características e qualidades da pós-tensão, confira também “Sistema de protensão: o que é, vantagens e características” .

Confira todos os nossos artigos em primeira mão, siga nossa página no Facebook, clique aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *